KPIs no varejo: as métricas mais importantes para acompanhar

Os KPIs (indicadores-chave de desempenho) são essenciais para a gestão de qualquer negócio, em especial os do varejo. Essas métricas permitem acompanhar a evolução das estratégias adotadas e, dessa forma, ajustar o que for necessário para alcançar melhores resultados.

Uma pesquisa da Raccoon, empresa de marketing digital, realizada em parceria com o E-Commerce Brasil investigou o grau de maturidade digital dos profissionais de e-commerce no Brasil. O levantamento mostra que 44% dos profissionais estão começando a estruturar o consumo de dados na jornada de transformação digital, o que dita uma tendência na utilização de dados como insumo para decisões estratégicas no aumento do potencial competitivo das empresas.

Veja algumas das métricas mais importantes para o varejo moderno:

Acompanhar o faturamento bruto das vendas

No varejo quase tudo se resume a vendas. E para calcular o faturamento bruto, é preciso somar toda a quantia que entrou no caixa. Esse indicador pode ser utilizado para analisar períodos, o desempenho de algum produto, canal ou até de um vendedor.

Analisar a taxa de conversão

Este é o indicador que mostra o desempenho do negócio em converter oportunidades em vendas. Em uma loja física ou virtual, é possível calcular a taxa de conversão dividindo o total de vendas realizadas pelo total de visitantes em determinado período e depois multiplicar por 100 para ter o resultado em percentual.
A fórmula da taxa de conversão é: (Conversões no período / total de contatos) * 100 = taxa de conversão (%).

Calcular a margem de lucro

Esta métrica se refere à diferença entre o faturamento bruto de determinado período e os custos das vendas realizadas, dividido pela receita total. Trata-se de um KPI imprescindível para a precificação correta dos produtos.

Saber o valor do ticket médio

Este indicador é um dos mais relevantes para determinar o sucesso de uma companhia perante os seus clientes. Ele basicamente se refere ao valor médio gasto em cada pedido, o que permite avaliar quanto os clientes estão investindo, em média, nos produtos da empresa.
Esse indicador permite medir mais do que apenas faturamento, ele oferece uma visão mais próxima em relação à forma como os consumidores interagem com a marca.

Controlar o estoque

Considerado um dos principais indicadores do varejo, o giro de estoque se refere à frequência com que as mercadorias giram no estoque. Em resumo, produtos com giro baixo saem pouco, enquanto os com giro alto são mais solicitados pelos consumidores. Manter-se atento a esse KPI é importantíssimo para saber quais quantidades encomendar aos fornecedores, sem desperdícios ou perdas.

Acompanhar a satisfação dos clientes

A taxa de satisfação dos clientes é reveladora. Manter os clientes satisfeitos é fundamental para fidelizá-los, além de torná-los divulgadores da marca. Por isso, é tão importante compreender as mudanças no comportamento do consumidor.

Uma pesquisa realizada pelo Instituto Locomotiva, com mais de mil participantes em 72 cidades brasileiras, revelou alguns aspectos da mudança no comportamento do consumidor. Ente elas estão: as compras através de aplicativos cresceram cerca de 30% no início do isolamento social, sendo que, 98% dos consumidores disseram que passaram a comparar mais os preços através da internet e 82% experimentaram novas marcas.

Questões básicas como preço e marca ainda fazem parte da jornada de consumo, porém, os brasileiros estão mais críticos com relação ao comportamento das empresas, além de estarem bem mais tecnológicos e em busca de um atendimento cada vez mais personalizado. Você pode saber mais sobre o comportamento dos consumidores e a importância que os dados possuem na estratégia competitiva das empresas por meio dos nossos e-books exclusivos e gratuitos “Tecnologias aplicadas ao Varejo Moderno” e “O Mercado Fashion no Brasil, em nossa página de materiais ricos. Além disso, pode conhecer o nosso produto SAP Analytics Cloud, que ajuda as empresas a tomarem decisões mais assertivas com o auxílio de dados gerados em tempo real.

ITS