Mudanças são inevitáveis, o que importa é como as empresas as enfrentam

“Inteligência é a capacidade de se adaptar à mudança” é uma frase dita pelo famoso físico teórico britânico Stephen Hawking que funciona muito bem como um mantra para todas as empresas. E não adianta fugir! Em um mercado ferozmente competitivo, mudanças vão ocorrer, independentemente do segmento de atuação. Seja por uma crise econômica ou política, governos populistas, preço do dólar, força do mercado asiático, abertura de capital, processo sucessório, etc., desvios de rota são inevitáveis.

O que importa nesse caso é como a empresa vai se organizar – com a inteligência citada por Hawking – para enfrentar cenários diferentes que podem surgir de uma hora para outra. Hoje, por exemplo, há necessidade e obrigatoriedade de mudanças internas geradas pela transformação digital pela qual o mundo está passando. A tecnologia não está mais presente só no dia a dia das pessoas, mas nos processos diários das empresas. O conceito de Indústria 4.0 está aí para confirmar.

Só haverá evolução se os colaboradores estiverem comprometidos

Oferecer aos consumidores de diferentes gerações (lembremos que os nativos digitais logo serão a maioria) soluções cada vez mais rápidas e assertivas é uma regra básica hoje para qualquer empresa. Para tanto, o rápido e o assertivo devem estar incorporados em cada um dos processos internos, o que gera inevitavelmente a necessidade de os colaboradores terem conhecimento e estarem comprometidos em atuar nesse contexto. Afinal, são eles que fazem as transformações acontecerem. Assim, surge uma nova preocupação: criar formas para que esses colaboradores não vejam alterações como problemas, e sim como uma evolução para a empresa e para eles próprios.

Sabemos que mudanças sempre geram medo nas pessoas. É do ser humano. E na nossa experiência de anos com clientes que nos pedem ajuda para melhorar seus processos, por meio de plataformas de negócios avançadas, vemos que o maior desafio sempre é a mudança cultural na empresa. Não é clichê: toda alteração só é bem-sucedida se as pessoas forem valorizadas.

Nesta situação, o que se vê é a importância das lideranças em promover formas e viabilizar a aceitação de suas equipes às novidades. “Eu sempre fiz daquele jeito”, diz o colaborador antigo da empresa quando se depara com a tela de um novo sistema integrado de gestão que sugere uma forma mais otimizada de registrar e viabilizar pagamentos ou estoque de matéria-prima, por exemplo, ou até novas formas de relacionamento com clientes finais. E ter um sistema automatização de gestão que agregue valor não é um luxo, mas, como escrevi acima, uma necessidade para se manter e evoluir.

Minimizar os esforços

Para que todas essas transformações sejam facilitadas, é preciso uma gestão eficaz da mudança que integra o estratégico, o tático e o operacional. Por isso, a ITS Group tem como visão não ser uma empresa que apenas “instala sistemas integrados de gestão”. Não somos fábrica de software, mas uma consultoria que oferece todo o suporte necessário à gestão da mudança. Nos colocamos no lugar do cliente e nossa expertise permite minimizar os esforços para implantar um sistema integrado num curto prazo, alinhado à cultura digital e à multiplicação do conhecimento.

Ageu Duarte
Sem comentários.
Comente