Faça sua empresa funcionar como o Barcelona ou Real Madrid

Sabe aquele jogo do seu time do coração em que parece não existir nenhuma ligação entre os setores – defesa, meio campo e ataque –, onde cada pequeno grupo faz as coisas funcionar de um jeito próprio, faltando aquilo que os especialistas chamam de uniformidade? É mais ou menos essa a realidade de muitas empresas, quando essas insistem em atuar com processos não interligados e com áreas trabalhando de maneira isolada, como ilhas.

Sistemas integrados de gestão empresarial, que colaboraram para a padronização das atividades, são ferramentas consideradas óbvias e batidas para quem está à frente em relação a modelos modernos de gestão. Porém ainda vemos no mercado a existência de companhias habituadas ao jeito antigo de “jogar”. É “o cada um faz o seu” e bola para o alto! Grande parte das corporações há muito tempo já aderiu a softwares integrados seguindo o conceito de ERP (Enterprise Resources Planning), mas muitas dessas empresas preferem, seja por custo ou outros fatores, contar com mais de um sistema em suas rotinas: um para Contabilidade, outro para o Financeiro, outro para Vendas, Engenharia, etc. E ainda tem a questão da tecnologia usada, pois enquanto um departamento utiliza softwares avançados, outro ainda está na fase das planilhas de Excel, por exemplo. Nesses casos, as consequências podem ser desde a perda de tempo para fazer os processos andarem até a obtenção de dados imprecisos que vão refletir negativamente na tomada de decisões para a implantação de melhorias, conquistas de mercado e sustentabilidade do negócio.

Reunião que não sai do lugar

Imagine só: numa reunião da diretoria com os gestores de diferentes áreas, para a definição de novos projetos ou de rumos que a empresa deve tomar, um dos participantes apresenta aos demais informações geradas pelo sistema de gestão de seu departamento. Aí outro gestor contesta, pois o relatório elaborado por sua área mostra dados diferentes. E surge ainda um terceiro que questiona os resultados dos dois primeiros. Ou seja, a reunião criada para agilizar mudanças serve unicamente para debater e conciliar as informações. São como jogadores que discutem em campo para saber quem vai bater a falta. Pura perda de tempo!

Essas discussões não ocorrem somente em reuniões do alto escalão, mas também entre os demais colaboradores da empresa. Diversos processos diários seriam resolvidos de forma mais rápida se a companhia contasse com um sistema único de gerenciamento. Parece óbvio, né? Mas isso ainda não está claro para boa parte das empresas brasileiras.

Sistema ideal para o presente e para o futuro

Um sistema integrado que reúne dados de todos os setores de uma companhia atua como uma única fonte da verdade, garantindo a acuracidade das informações. A ITS Group, como representante da SAP, oferece o diagnóstico correto de qual a melhor solução a ser aplicada, conforme a realidade da empresa, seja ela uma grande corporação ou um pequeno ou médio empreendimento. O SAP S/4HANA Enterprise Management é o melhor exemplo de software que tem o poder de acelerar significativamente a velocidade da performance transacional e analítica nas organizações, oferecendo suporte para a tomada de decisões proativas.

Recentemente, a ITS Group foi certificada para realizar projetos de conversão do SAP Business Suite para o S/4HANA na versão 1610, fazendo parte da estratégia da SAP em reinventar o ERP para a nova era digital.

As transformações digitais que ocorrerão num futuro próximo serão o assunto do próximo post do blog. Aguarde.

Parkev Junior
Sem comentários.
Comente