Empresas sustentáveis: por que o agronegócio deve se preocupar com isso?

Sustentabilidade é uma meta permanente das empresas de ponta do mercado nacional e internacional. Afinal de contas, empresas sustentáveis são mais competitivas, atraem investidores e fidelizam clientes, especialmente aqueles que valorizam as boas práticas de sustentabilidade. Outro aspecto importantíssimo é que elas asseguram condições ideias nos aspectos econômico, social e ambiental para as novas gerações.

No agronegócio esta questão tem prioridade máxima, já que este segmento é constantemente associado à degradação do meio ambiente e ao excessivo consumo de recursos naturais (70% do consumo de água no Brasil ocorre neste setor da economia).

Além disso, toda a legislação brasileira que afeta o agronegócio tem sido aprimorada e vem exigindo maior rigor em seu tratamento e gerenciamento, para evitar problemas com multas, interdições e outras sanções por parte dos órgãos ambientais.

Para lidar adequadamente com as atividades operacionais e administrativas do agronegócio e atender a toda a legislação pertinente, cada vez mais os gestores deste nicho têm que incorporar novas técnicas e tecnologias produtivas e gerenciais ao seu negócio.

Para fazer frente a estes desafios, nada melhor do que contar com um bom software de gestão para identificar problemas relacionados à sustentabilidade e dar subsídios para a tomada de decisões que proporcionem soluções viáveis. Veja por que o agronegócio deve se preocupar com isso:

Automação da programação de produção

Um bom software de gestão, permite listar as atividades de produção de forma organizada, estabelecer as interdependências, determinar as integrações de dados e programar as datas exatas para execução, além de ter acesso a consultas e relatórios de monitoramento, o que facilita o dia a dia do gestor e assegura maior controle operacional.

Por exemplo, a empresa agrícola pode programar as datas específicas para realizar desde preparo do solo, correção de pH (calagem), adubação, semeadura, cultivos, controle de pragas e doenças e colheita, assim como, determinar o momento ideal de fazer rotação de cultura para evitar a exaustão da fertilidade da terra.

Ganhos de produtividade

À medida que as atividades produtivas são realizadas, os registros são lançados no software de gestão com atualização e integração imediatas. A partir daí, é possível realizar escala de maquinários para plantio ou colheita, assim como atividades logísticas complementares (transporte para silos de cooperativas ou de indústrias), aumentando a produtividade da propriedade rural.

Lembre-se de que escalar o maquinário e veículos adequados para o transporte da produção evita a poluição excessiva da atmosfera. Se possível, utilize maquinários e veículos movidos a biodiesel, uma prática muito sustentável.

Otimização dos controles administrativos

O software de gestão torna os controles administrativos ágeis e organizados. Dentre eles podemos citar:

  • controles de escala de trabalhadores;
  • apuração de remuneração de cooperados;
  • controle de contas a pagar e s receber;
  • controle de produtividade das equipes;
  • controle de produção;
  • e produtividade de grãos.

Destacamos o controle de eficiência energética de biodigestores que pode ser feito em propriedades que utilizam metodologias de tratamento de rejeitos para geração de biogás e energia elétrica.

Rastreabilidade na aplicação de insumos

Determinar e controlar a quantidade de insumos a ser aplicado em cada etapa produtiva do agronegócio é totalmente viável com o software de gestão e ajuda a evitar desperdícios, retrabalhos e perdas de produção ou produtividade.

Por exemplo: em uma fazenda de plantio de soja, é possível controlar a aplicação de fertilizantes e defensivos agrícolas registrando a dosagem, o local de aplicação e a data. Assim é possível rastrear o manejo praticado e realizar ajustes para redução de consumo a cada safra.

Fluxo de caixa atualizado

Conhecer o fluxo de caixa em tempo real é imprescindível para uma gestão financeira que torne previsíveis as entradas e saídas de recursos e dê suporte a decisões que preservem a saúde financeira do negócio. As integrações do software de gestão permitem a atualização constante do fluxo de caixa.

A administração precisa do fluxo de caixa com o software de gestão permite viabilizar investimentos na adequação da propriedade rural às exigências de implantação de APP (área de preservação permanente) ou de mecanismos de tratamento de água para reaproveitamento, atendendo à legislação ambiental pertinente.

Redução dos impactos ambientais

Dentre os impactos ambientais que podem ser causados pelo agronegócio, podemos destacar:

  • redução da biodiversidade;
  • erosões, voçorocas e infertilidade por falhas de manejo da terra;
  • poluição da terra e dos cursos d’água com o uso de combustíveis fósseis no maquinário agrícola, com a aplicação de defensivos químicos e com a destinação incorreta de resíduos da produção.

Para minimizar esses impactos, nada melhor do que planejar as ações necessárias com o apoio de um software de gestão. Por exemplo: programar o plantio em curva de nível — para evitar a lixiviação do solo — e aumentar a infiltração de água no terreno — para contribuir para o reabastecimento dos lençóis freáticos e evitar erosões, voçorocas e a infertilidade da terra.

Gestão estratégica do negócio

Atender aos requisitos legais de preservação do meio ambiente é um ponto de destaque na estratégia do agronegócio sustentável. Pense em relacionar indicadores de desempenho a esses requisitos para medir o grau em que a sua propriedade atende à legislação aplicável. Para isso, o módulo de business intelligence (BI ou inteligência de negócios) do software de gestão é uma ferramenta especialista.

Alguns indicadores ambientais interessantes são:

  • controle de consumo de combustíveis versus safra;
  • controle de emissão de fumaça preta;
  • controle de consumo de água versus área plantada;
  • controle de consumo de água versus produção;
  • controle de volume de resíduos sólidos e líquidos versus produção.

Os avanços tecnológicos têm assegurado redução de consumo de recursos naturais e insumos, melhorias de manejo, redução da poluição, aproveitamento de resíduos para produção de fertilizantes, energia elétrica e gás natural, assim como melhoria da gestão de processos, serviços e produtos que geram impactos ambientais.

Um bom software de gestão é um dos recursos tecnológicos que contribui de forma consistente para o surgimento e consolidação de empresas sustentáveis no agronegócio. Invista nesta ferramenta, gere valor para a sua organização e conquiste a confiança dos consumidores!

Qual é a sua experiência com software de gestão no agronegócio? Compartilhe conosco deixando um comentário!

Santiago Marcanth
Sem comentários.
Comente