Cultura da inovação: como criá-la na sua empresa?

Falar sobre inovação em um mundo que muda tão rapidamente é discutir a sobrevivência de uma empresa. Em um mercado tão competitivo e mutável, a cultura de inovação pode ser o diferencial que a sua empresa precisa!

Inovação x Novidade

Criar uma cultura de inovação na sua empresa não significa lançar um novo produto no mercado ou mudar todo o seu escopo. A inovação da qual estamos falando deve fazer parte da visão estratégica da empresa e deve ser uma mensagem clara a ser seguida em todos os processos e por todas as pessoas envolvidas.

Integração entre departamentos

Ao fomentar a conversa entre diferentes departamentos, você incentiva a troca de conhecimento entre diferentes competências e aumenta as possibilidades de ligação de pontos que não seriam possíveis caso cada departamento ficasse discutindo apenas entre si.

Aprender a dar feedbacks

Na cultura de inovação, na qual as pessoas são sempre incentivadas a dar opiniões e palpites sobre diferentes situações, é muito importante aprender, especialmente, a dar feedbacks de forma a proporcionar o crescimento e jamais desmotivar a pessoa a dar novas contribuições.

Partilhar competências e experiências

Todo mundo tem algo de bom a ensinar e todo mundo deve estar disposto a aprender. Essa deve ser uma das regras de uma empresa que deseja implementar a cultura de inovação. Que tal propor treinamentos realizados pelos próprios colaboradores?

Trabalhar com metas

Estabeleça metas de inovação para sua empresa, para cada setor e para cada colaborador individualmente. O ideal é que as metas sejam adaptadas para suprir necessidades profissionais e pessoais, mas que sejam sempre voltadas ao crescimento e à inovação.

Como superar os obstáculos?

A implementação não é uma tarefa simples. Especialmente para empresas já estabelecidas no mercado com uma forte cultura de valores já enraizada, a mudança propõe a quebra de alguns paradigmas e pode apresentar obstáculos. Dentre os principais obstáculos a superar, o financeiro, o tempo e o pensamento são os mais comuns.

Rodrigo Oliva
Sem comentários.
Comente