A gestão de talentos como vantagem competitiva

Contar com uma equipe talentosa é um fator competitivo. O descompasso atual entre a demanda por profissionais qualificados e a oferta limitada destes no mercado, faz com que o  setor de Recursos Humanos (RH) apresente estratégias para a seleção e o desenvolvimento de talentos cada vez mais inovadoras. A gestão de talentos, uma das estratégias utilizadas pelo RH, trabalha com a lógica de que desenvolver as potencialidades de cada colaborador é sinônimo de resultados positivos para a organização.

O que é gestão de talentos

A gestão de talentos é uma estratégia que objetiva valorizar o capital humano e fazer com que os colaboradores atinjam seu potencial máximo, busquem crescimento profissional e alcancem cargos de liderança dentro da empresa. A estratégia de gestão de talentos acredita que o sucesso da organização está diretamente relacionado ao seu capital humano.

Estratégias para desenvolver talentos 

De nada adianta ter muitos colaboradores se eles não tiverem as competências necessárias para as tarefas do dia a dia da empresa. O trabalho em uma organização deve ser contínuo e feito em parceria; por isso, é importante que os colaboradores dos diversos setores existentes estejam engajados, fornecendo o melhor da sua força de trabalho.

É neste momento que se destaca a importância da gestão de talentos. Especialistas afirmam que até 80% do valor atribuído à organização é mensurado por meio dos ativos intangíveis, ou seja, elementos não concretos, como habilidades, competências, experiência e performance.

Por isso, aplicar a estratégia de gestão de talentos passa por colocar em prática atividades que valorizam e desenvolvem os colaboradores: eles devem ser reconhecidos para que saibam que o esforço empregado diariamente está sendo levado em consideração e devem ser incentivados quando contribuem diretamente para um resultado positivo da organização.

Os colaboradores também têm direito à comunicação e à transparência, ou seja, devem saber exatamente o que a organização espera deles. Além disso, é importante repassar de forma clara as políticas de recursos humanos, para que ele sintam-se engajados com os planos que lhes dizem respeito e com a organização como um todo.

Aumentar os benefícios corporativos é outra uma maneira de valorizar o colaborador, seja por meio de um aumento propriamente dito, seja por meio de um convênio que traga vantagens a ele. É importante lembrar que os benefícios não estão necessariamente atrelados a questões monetárias, mas também a outros incentivos, como uma folga em um dia específico, fazer home office, ter horário flexível etc. Por fim, ajude os colaboradores a desenvolverem seu potencial oferecendo atualizaçõestreinamentos cursos.

Soluções para Gestão de Talentos 

Podemos dizer que a gestão de talentos resume-se a ter as pessoas certas nos lugares certos. E o primeiro passo para chegar a esse resultado, é ter amplo conhecimento sobre a cultura organizacional da empresa, afinal, é preciso que os colaboradores a serem contratados ou em quem se investe, estejam afinados com os valores da organização.

O segundo passo, diz respeito a adentrar no mundo de inovações tecnológicas e aproveitar o que as soluções de gestão integrada têm a oferecer em gestão de talentos, como a SuccessFactors, solução SAP com a qual trabalhamos aqui na ITS Group. Trata-se de uma solução integrada na gestão de talentos e que melhora os processos de seleção e permite a retenção dos colaboradores com habilidades que atendam às demandas da organização; ela também permite ao gestor aperfeiçoar o insight executivo e tomar decisões sobre recrutamento, análise da força de trabalho, sucessão e desenvolvimento de colaboradores de forma mais assertiva – sem falar que tudo isso pode ser feito em menos tempo, pois o tempo necessário para a administração de talentos é reduzido.

Desenvolver o potencial dos colaboradores é obter vantagem competitiva. E uma gestão de talentos bem planejada aliada à cultura organizacional da empresa é capaz de reter colaboradores altamente qualificados bem como qualificar colaboradores que se mostrem motivados a participar do crescimento da organização.

 

Sergio Valerio
Sem comentários.
Comente