fbpx

Planejar o orçamento não é assunto apenas para o final do ano, mas no dia a dia. E com a ajuda da tecnologia

Há vários aspectos que influenciam no processo decisório de uma empresa, mas um deles em especial é o que podemos considerar como a base de tudo: o planejamento orçamentário. Porém, apesar de esse processo ser imprescindível para qualquer empresa, independentemente do tamanho, em alguns casos ele ainda é feito de maneira fragmentada e sem a profundidade necessária, acarretando uma previsão falha de custos e objetivos e interferindo negativamente na gestão em curto ou até longo prazo.
2018 está aí e quem ainda não começou a pensar no orçamento para o próximo ano tem uma grande chance de ter dificuldades no mercado, ainda mais se pensarmos na instabilidade pela qual nosso país está passando. E não é simples, pois se faz necessário criar uma estrutura contínua de planejamento e controle, considerando não só a situação econômica do Brasil, mas também a globalização do mercado e a concorrência, entre outros aspectos. E tem mais uma questão: orçamento não é assunto somente para o segundo semestre do ano, mas uma atividade contínua mês a mês, dia a dia, com processos bem organizados de análises de dados e de riscos. Só assim a empresa poderá direcionar e estabelecer planos mais coerentes com a sua capacidade. Sabe aqueles ditados “deu um passo maior que a perna” ou “se você não sabe para onde ir, o vento vai te levar para qualquer direção”? Sem um orçamento preciso, essas frases deixam de ser um clichê para se tornarem um pesadelo.

A tecnologia como aliada

O planejamento orçamentário será mais sólido se a empresa contar com uma plataforma automatizada que possa coletar, organizar e analisar todas as informações financeiras e contábeis. O software de gestão tem a capacidade de oferecer dados, não mais fragmentados como escrevi anteriormente, mas relatórios padronizados que apresentam uma única verdade, facilitando a tomada de decisões. Basta que seja utilizado por todas as áreas da organização.
O SAP S/4HANA oferecido no Brasil pela ITS Group, em parceria com a SAP, é o melhor exemplo de solidez de uma ferramenta de gestão, o que ajuda muito na realização do planejamento orçamentário, assim como a sua revisão e adequação para melhor atender às necessidades do negócio.
O BlackLine Smart Close for SAP, que, integrado ao SAP S/4HANA, potencializa a performance dos processos contábeis, fornece automação no fechamento financeiro simplificado e padronizado, sendo possível executar e monitorar atividades de pré-fechamento e fechamento por área ou processo, garantindo extratos financeiros mais precisos e uma gestão mais eficiente. Isso vai se refletir no acompanhamento eficaz do orçamento e na redefinição de objetivos mês a mês.
Concluindo: para uma melhor tomada de decisões é necessário um orçamento assertivo, que só ocorrerá com a ajuda da tecnologia. Uma plataforma digital vai ajudá-lo a “saber para onde ir”.



1 comentário

  • Hilario Ruy Caobelli

    Vale lembrar que a empresa que tem o habito de planejar seu destino com base em premissas bem definidas, não apenas gera resultados que agregam valor aos seus ativos, como também permeia em toda a organização o engajamento às oportunidades de melhorias constantes.

Deixe uma resposta