fbpx

Não, blockchain não é a mesma coisa que bitcoin! É, sim, uma tecnologia que pode ser muito útil para melhorar os processos de sua empresa.

A criptomoeda, ou um de seus nomes mais conhecidos comercialmente, bitcoin, é um assunto muito comentado e que desperta a curiosidade das pessoas quando se fala em novas tecnologias. Afinal, está relacionada a dinheiro. E dinheiro, todos nós sabemos, é sempre um assunto atraente a qualquer indivíduo ou corporação. Mas junto à bitcoin – e com tanta ou mais importância – está a plataforma que a faz funcionar: a blockchain, uma tecnologia que atua a partir de uma cadeia de blocos interligados que carregam e registram digitalmente conteúdos de um lugar para outro, de maneira imutável e inviolável. No caso da criptomoeda, esse conteúdo é a transação financeira, descentralizada e compartilhada por duas ou mais partes envolvidas. O registro ocorre em um livro contábil público, de forma segura e transparente.

Grande potencial para todos os negócios

A blockchain vai muito além da bitcoin, pois pode ser utilizada em diferentes atividades empresariais, facilitando a automatização e integração de processos financeiros ou não financeiros. Para ser ter uma ideia, de acordo com uma pesquisa de mercado global da empresa Research and Markets, a tecnologia contribuirá com quase US$ 1 bilhão para o setor de telecomunicações nos próximos cinco anos. Em um outro estudo, promovido pelo Santander, em 2022 a novidade deverá gerar uma economia de US$ 20 bilhões para os bancos.
Como os números acima confirmam, a blockchain apresenta um potencial imenso, apresentando diversas possibilidades de aplicação. Empresas de diferentes segmentos têm condições de usá-la para otimizar suas atividades nas cadeias produtivas e desenvolver novos negócios. Exemplos são a redução de custos e de tempo, além da melhor gestão de transações comerciais e do rastreamento de produtos (tanto para o consumidor como para a matéria-prima). Uma indústria, por exemplo, pode utilizar esse sistema para gerenciar fornecedores e demais parceiros de negócio. Tudo funcionando a partir do conceito de rede peer-to-peer, possibilitando o compartilhamento de dados sem a necessidade de um servidor central. A blockchain tem sido, por exemplo, muito procurada pelo setor automobilístico: a Toyota tem um projeto em andamento para o gerenciamento de sua cadeia de suprimentos automotivos e a conexão da frota. E o Facebook, que criou, recentemente, uma engenharia de blockchain para iniciar projetos relacionados a essa tecnologia?

Vantagens

Um ponto importante é a garantia de segurança das informações, que são criptografadas e distribuídas sob o conceito de protocolo de consenso, acessadas exclusivamente por usuários autorizados e resistentes a ataques externos. Não há como os dados serem modificados sem que cada registro seja aceito e validado. Ao mesmo tempo, a blockchain diminui a existência de intermediários, aumenta a transparência dos serviços, elimina erros de transação e promove agilidade por conectar as partes interessadas, como compradores e vendedores.

Hoje, existem várias plataformas de blockchain no mercado, e a SAP tem a expertise necessária para inserir essa tecnologia nos diferentes modelos de negócios, podendo, inclusive, integrá-la a sistemas automatizados de gestão já existentes. Para isso, o núcleo de inovação da ITS Group – em parceria com a startup SkyID, especializada em geração de novos negócios com a utilização da tecnologia blockchain – oferece uma consultoria completa para a implantação de projetos-piloto para experimentação e validação de cenário de negócio. Além disso, também promove workshops executivos voltados ao melhor entendimento do potencial da tecnologia às empresas.



Deixe uma resposta