fbpx

A transformação digital é a melhor solução para os desafios das indústrias de alimentos e bebidas

Qualquer item de consumo, independentemente de sua natureza ou função, precisa obrigatoriamente atender aos desejos das pessoas com o mínimo de qualidade. Porém, se pudéssemos escolher um entre todos, com certeza esse item seria o alimento. Afinal, sem ele não há como manter a vida.

Por isso, é grande a responsabilidade das indústrias voltadas a esse segmento, que devem ter seus cuidados potencializados. Além disso, essa atribuição vem num combo composto ainda pela alta competitividade, instabilidade econômica tradicional do Brasil e o novo comportamento do consumidor (mais exigente e informado).

Essas características do mercado – e mais as tendências para um futuro próximo – são argumentos mais de que convincentes à modernização dos modelos de gestão das indústrias de alimentos e bebidas.

Neste texto, explicamos três desafios presentes no dia a dia corporativo e que podem ser enfrentados, mais facilmente, se as empresas aderirem à chamada “cultura digital”, focada na indústria inteligente.

 

1) Segurança alimentar e rastreabilidade

Processo indispensável no segmento, a rastreabilidade de alimentos tem como objetivo acompanhar o caminho pelo qual passa um produto, desde a matéria-prima até a chegada ao consumidor. E a confiabilidade desse procedimento é cobrada e ratificada pela avaliação de órgãos e normas competentes, como o Ministério da Saúde e a FSSC 22000 (Sistema de Gestão da Segurança de Alimentos). No entanto, mais relevante do que a validação por uma norma ou entidade é a gestão do feedback do consumidor final, o qual, como escrevemos acima, está mais exigente e informado.

Levando essas características do segmento ao contexto da transformação digital, processos automatizados permitem o acompanhamento completo e em tempo real do fluxo de toda a cadeia produtiva, que começa no fornecedor e vai até a prateleira dos estabelecimentos comerciais. Um exemplo prático: sensores são usados para rastrear a localização dos lotes e antecipar riscos, tais como atrasos e sinistros, alcançando resultados avançados em produtividade, eficiência e insights.

 

2) Produção e distribuição personalizada e sazonal

Um dos pontos-chave da gestão de uma indústria é o planejamento de produção. As empresas precisam abastecer os estabelecimentos comerciais com produtos de forma contínua e considerando características como distância (por causa do tempo de transporte), cultura (alimentos preferidos conforme a região do país), saúde (diet, zero, sem lactose etc.) e também a sazonalidade. Não dá para produzir durante o período de Páscoa, por exemplo, a mesma quantidade e variedade de produtos feitos à base de chocolate fornecida em outras épocas do ano.

Como se pode ver, é tanta diversidade e particularidade que somente um sistema de gestão integrado e uma ferramenta sólida de armazenamento e análise de dados darão as condições ideais de planejar, com a maior eficácia, a compra de matéria-prima, a produção, a embalagem e o abastecimento de supermercados e similares.

 

3) Automatização dos processos industriais e administrativos

Dissemos nos dois primeiros desafios – rastreabilidade, produção e distribuição – que a solução é a automatização dos processos por meio da implantação de uma cultura digital. Com um sistema de gestão integrado e digitalizado, faz-se uma varredura em cada atividade de produção ou administrativa, possibilitando à empresa concorrer em iguais condições com os players mais bem-sucedidos do mercado. A tecnologia digital, inserida no dia a dia, possibilita:

– Agilidade na aquisição e previsão de matéria-prima.

– Implantação de um sistema de produção inteligente, baseado no conceito Indústria 4.0.

– Redução no tempo do ciclo de fabricação.

– Otimização de recursos humanos.

– Gerenciamento de demanda por período.

– Análise proativa de dados: recomendação de correções e soluções.

– Processos automatizados e ágeis.

– Resposta rápida às exigências do consumidor/mercado.

– Informações em tempo real: única fonte da verdade.

– Utilização de tecnologias digitais avançadas: mobile, IoT, nuvem, etc.

O SAP S/4 HANA é a solução oferecida pela ITS Group para as empresas implementarem a inadiável transformação digital em cada processo do negócio. E muito mais do que o fornecimento da plataforma, a ITS Group faz uma consultoria especializada voltada à análise das necessidades, à implantação do sistema e à prestação de todo o suporte de pós-venda.



Deixe uma resposta